Atualizações anteriores



Dia das Mães – Faturamento do varejo online apresentou crescimento em 2011


Comparativo de preços, comodidade de realizar compras sem sair de casa ou do escritório, inúmeras formas de pagamentos. Estas são apenas algumas das condições oferecidas pelo varejo online, que com o aumento das medidas de segurança na rede ganha novos interessados a cada dia.

Números reunidos pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revelam que o faturamento do comércio virtual saltou 22% no Dia das Mães de 2011 em comparação à mesma data de um ano atrás, para R$ 760 milhões. Enquanto a modalidade via rede mundial de computadores apresentou tamanho avanço, o varejo físico cresceu 6,53%.

Embora o acesso mais amplo dos internautas tenha culminado na alta, estudo realizado pela e-Bit, consultoria especializada no varejo online, assinala que o tíquete médio apresentou baixa do Dia das Mães do ano passado para a ocasião de 2011, de R$ 380 para R$ 350.

Há um ano, o comércio virtual e físico teve como estimulante a Copa do Mundo realizada na África do Sul, pois antes do mundial de futebol os consumidores procuraram antecipar compras de televisores, um dos itens que mais apresentou avanços de demanda no período.

Na opinião de Alexandre Umberti, diretor de marketing e produtos da e-Bit, o aumento do poder de renda da população, inserindo muitos na classe C, impulsionam as vendas inclusive de produtos de maior valor em função da facilidade de pagamentos, geralmente em até 12 vezes sem juros.

O Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) desenvolvido pelo governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e fomentado pela presidenta Dilma Rousseff pode colaborar ainda mais aos números.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fontes: SPC Brasil, Diário do Grande ABC