Atualizações anteriores



Problemas no Sistema Previdenciário Brasileiro


O sistema previdenciário brasileiro começou a pautar breves reportagens e artigos em jornais e revistas de pequena ou grande circulação. Até em um programa vespertino dedicado ao público jovem houve introdução ao tema, alertando para o fato de a população do país apresentar grande número de idosos – esse não é o problema,obviamente, mas sim como o país tem se estruturado para o pagamento de benefícios a aposentados e pensionistas.

O Banco Mundial divulgou na quarta-feira (6) algumas opiniões sobre as condições atuais do Brasil, também agregando perspectivas futuras. De acordo com o relatório, a população passa por um processo de envelhecimento rápido, mas que até 2020 viverá uma fase positiva em que o número de pessoas em idade de trabalho e o de dependentes conquista o menor nível, ou seja, mais “jovens” ativos.

Até 2020 isso será visível, mas a partir dessa data a tendência é de crescimento do número de idosos. Atualmente, estima o banco, pessoas com 65 anos ou mais representam 20 milhões do total, mas daqui a nove anos poderá alcançar 65 milhões.

Para Michele Gragnolati, coordenador do levantamento, o Brasil deve se beneficiar da atual disponibilidade de mão de obra para impulsionar o crescimento da economia. Por outro lado vale uma questão: se a falta de qualificação da mão de obra continuar a imperar, como o país conseguirá melhorar os números da previdência?

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Agência Brasil