Atualizações anteriores



Prazo de Adesão ao Simples Nacional e ao Simei


As pequenas e microempresas que ainda não recolhem impostos de maneira simplificada têm até o dia 31 de janeiro para solicitar a adesão ao Simples Nacional. Também acaba no mesmo dia o prazo para que os trabalhadores autônomos formais solicitem o enquadramento no Simei.

Para aderir ao Simples Nacional, basta realizar o cadastro aqui. Já o trabalhador autônomo que deseja aderir ao Simei, deve acessar aqui e solicitar a adesão no sistema.

No Brasil, 1,8 milhões de empreendedores já fazem o recolhimento pelo Simples Nacional, assim como 5,7 milhões de empresas.

Para aderir ao sistema alguns requisitos devem ser cumpridos, por exemplo, microempresas devem ter o faturamento anual máximo de R$ 360.000, pequenas empresas podem ter um faturamento de até R$ 3,6 milhões anuais e empreendedores individuais devem ter um teto de até R$ 60.000.

As informações dos rendimentos serão entregues anualmente através do preenchimento da Defis (Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais).

No site do cadastro é gerado o boleto para o pagamento do Simples Nacional e o empreendedor pode acompanhar tudo online.

Fonte: Agência Brasil

Por Jéssica Posenato



Simples Nacional – Prazo de Adesão em 2012


Os empresários que estão dentro dos requisitos legais e que tem a intenção de aderir ao Simples Nacional têm até o dia 31 de janeiro para acionarem a Receita Federal.

Porém, antes de fazer a escolha, é necessário analisar a empresa, pois embora o sistema simplificado traga redução da carga tributária, em alguns casos o regime não é o mais recomendado.

De acordo com José Maria Chapina Alcazar, presidente do Sescon-SP, o ideal é fazer um bom planejamento e analisar cuidadosamente os dados e os aspectos da empresa. Independente da escolha, os balanços sempre são a melhor forma de justificar as receitas e despesas e é o que assegura uma boa gestão.

Segundo Chapina, o reajuste das faixas e limites de enquadramento e manutenção das empresas no Simples Nacional é um dos aspectos positivos e foi uma grande conquista em 2011, já que o limite passou para R$ 360 mil (no caso das microempresas) e para R$ 3,6 milhões (no caso das pequenas empresas).

Então, pense bem. Afinal, outra oportunidade desta só em 2013.

A adesão ao regime é feita pelo site do Simples Nacional. Pedidos de parcelamento de débitos apurados no regime do Simples também podem ser feitos no mesmo site.

Por Natali Alencar