Atualizações anteriores



Brasileiros que moram fora do Brasil podem sacar o FGTS Inativo


Brasileiros que estão fora do país possuem o direito de sacar o FGTS de contas inativas. Confira como fazer a solicitação.

Os brasileiros que estiverem fora do país também possuem o direito a realizar o saque do saldo de FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – em suas contas que se encontram inativas até o fim do ano de 2015, de acordo com o calendário de pagamentos publicado pelo Governo Federal, porém precisam estar atentos às regras divulgadas pela própria Caixa Econômica Federal. São diferentes as regras para quem é correntista do banco e para quem não tem conta na Caixa.

A partir do mês de março, um pouco mais de 30 milhões de cidadãos terão o direito ao saque do dinheiro. Conforme o governo federal divulgou, encontram-se mais de R$ 43 bilhões parados nas referidas contas e a União estima que, do valor total, cerca de R$ 34 bilhões serão retirados pelos cidadãos até o dia 31 de julho.

Caso você seja correntista da Caixa:

O cidadão que estiver fora do Brasil e possua uma poupança ou conta corrente na Caixa poderá optar por receber o dinheiro através de transferência automática, sem ser necessário ir até o consulado.

Caso você não seja correntista da Caixa:

Se o trabalhador não tem uma conta na Caixa, o mesmo precisa obter um formulário chamado "Solicitação de Saque do FGTS" no próprio site da Caixa e então comparecer diretamente em algum consulado do governo brasileiro e apresentar tal documento que deve estar devidamente preenchido, portando os documentos (original e cópia) que comprovem o direito de realizar o movimento da conta vinculada.

De acordo com informações da Caixa Econômica, o documento de solicitação tem de ser assinada diante de um representante do consulado. O saldo será creditado diretamente na conta bancária do titular. Se por algum motivo o cidadão não possuir uma conta bancária no Brasil, o mesmo poderá fazer a indicação de uma conta de uma pessoa de confiança.

O valor será liberado em no máximo 15 dias úteis depois da entrega dos documentos, a qual está condicionada à certificação das condições exigidas para que seja movimentada a conta vinculada do FGTS.

Por Filipe Silva

FGTS no exterior



Saque do FGTS no Exterior


O que antes era possível apenas no Japão, através dos Consulados-Gerais, agora está sendo permitido pelo Governo Federal a partir de outros países estrangeiros. É o saque do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço, o FGTS.

A partir de agora, todos os trabalhadores brasileiros que estejam no exterior poderão sacar o saldo disponível nas contas do Fundo. Isso vai ser possível graças a uma parceria entre o Ministério das Relações Exteriores e a Caixa Econômica Federal.

Embora liberado inicialmente para trabalhadores brasileiros que estivessem no Japão, o FGTS não podia ser utilizado da mesma forma que os assalariados residentes no Brasil, que o utilizam também para financiamento de casa própria. Essa é a única exceção para essa modalidade de saque dos recursos do Fundo em país estrangeiro.

Embora ainda não exista regulamentação mais específica para essa medida (por exemplo, em quais países do exterior esses saques serão permitidos?), sem dúvida, essa inovação será bem vinda aos muitos brasileiros residentes hoje fora do país.

Por Alberto Vicente



Saque do FGTS – Governo libera saque para População atingida por Enchentes em Alagoas e Pernambuco


O Brasil é um país com clima variado. Em algumas regiões, enquanto o sol aponta no horizonte, outros locais comportam chuvas torrenciais que podem castigar ruas, avenidas e estradas. A questão infraestrutural da nação, bem como habitações em regiões irregulares, “colaboram” ainda mais com desastres, como foi o caso do deslizamento em Angra dos Reis, no início do ano.

Atualmente, Alagoas e Pernambuco têm sofrido as consequências do clima cada vez mais instável – decorrente das ações do homem durante décadas –, onde a população local enfrenta enchentes sem precedentes. Já há notícias de mortos, infelicidade em meio ao clima festivo da Copa do Mundo.

Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do país, informou no último dia 21, segunda-feira, que o governo liberará o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aos cidadãos afetados por mais essa calamidade. Por enquanto, porém, ainda não existem detalhes indicativos, segundo o portal de notícias G1, de como isso deverá acontecer.

Alagoas e Pernambuco contarão com mais outra fonte de recursos, desta vez por meio de uma Medida Provisória (MP), editada em junho, voltada à concessão de R$ 1,2 bilhão a municípios e estados danificados por desastres de ordem natural.

Fonte G1

Por Luiz Felipe T. Erdei