Atualizações anteriores



Pontualidade no pagamento de micro e pequenas empresas chega a 94,6%


Ter negócio próprio é o grande desejo de parte da população. Algumas pessoas não precisam necessariamente de cursos de graduação, especialização e técnicos para gerir seu estabelecimento, enquanto outros profissionais, porém, buscam por meio de professores, livros e trocas de experiências com colegas informações para conduzir bem um empreendimento.

Administrar o caixa é um dos fundamentos. Qualquer problema relacionado a isso pode acarretar decreto de falências. Segundo a Serasa Experian, a pontualidade de pagamento das micro e pequenas empresas atingiu índice de 94,3% no mês passado, ou seja, a primeira retração registrada em 22 meses no comparativo anual (em março de 2010 a taxa chegou a 94,6%).

A última situação deste tipo ocorreu em maio de 2009, período em que a crise financeira mundial ainda afetava o país. Porém, a Serasa pondera que o Carnaval, realizado logo no início de março, prejudicou o volume de negócios, situação que somada ao ciclo de aumento da Selic, a taxa básica de juros da economia, incidiu na baixa anual.

A Serasa alvitra que os principais recuos foram sentidos nos setores de serviços e industriais, com baixa de 0,9% em cada um no mês passado sobre março de 2010. Por outro lado, o ramo comercial melhorou seu índice ao apresentar elevação de 0,3% na pontualidade, para 94,8%.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Micro e Pequenas Empresas estão mais pontuais nos pagamentos


Dados divulgados pela Serasa Experian indicaram que a pontualidade de pagamento das micro e pequenas empresas chegou ao patamar recorde de 95,1% no ano passado, o maior nível constatado desde 2006, justamente na ocasião em que o indicador foi iniciado. A cada mil pagamentos efetivados, 951 foram quitados à vista ou com delonga máxima de uma semana corrida.

O cuidado com o pagamento no prazo certo entre as micro e pequenas empresas contabilizou, porém, leve aumento em dezembro sobre novembro, para 95,4%. No período igual de 2009, porém, a pontualidade chegou a 95,2%. Economistas da instituição assinalam que o resultado constatado tem origem no bom e robusto crescimento da economia, que pode alcançar, em 2010, índice entre 7,5% e 7,61%.

Entre as micro e pequenas empresas também ocorreu aumento das receitas, não apenas por um 2010 positivo para vários setores de atividades como um todo, mas também devido às festas de final de ano – Natal e Ano Novo. Estas possibilitaram, inclusive, a melhora da pontualidade de pagamentos.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Serasa (realease)