Destaque em Pasep

Atualizações anteriores



Pagamento do PIS-PASEP – Nascidos em Março e Abril


Saiba aqui mais informações sobre o pagamento do PIS-Pasep (Ano Base 2016) para nascidos nos meses de março e abril.

Quem nasceu entre os meses de março e abril e que trabalhou de forma remunerada no ano de 2016 já pode sacar o seu abono salarial do PIS. Os saldos foram disponibilizados para saque a partir desta quinta-feira, dia 22 do mês de fevereiro. Se você já sabe que possui direito ao abono, não deixe de realizar o saque, pois o prazo final é na data de 29 de junho de 2018.

É isso mesmo, o saque para o abono salarial do PIS, cujo ano base é 2016, já está liberado para quem possui o direito e nasceu nos meses de março e abril.

Têm direito ao abono pessoas que no ano de 2016 prestaram serviços com a carteira registrada por um período mínimo de 30 dias, sendo que não é necessário que eles tenham sido consecutivos. Além disso, o trabalhador no período em que trabalhou não pode ter recebido uma remuneração superior a dois salários mínimos brasileiros vigentes no ano. Outro ponto importante é que para ter direito ao abono o trabalhador precisa possuir inscrição no programa pelo período mínimo de 5 anos.

Assim, respondendo a todos esses requisitos, o trabalhador está apto a receber o abono. Na verdade, o pagamento do PIS teve início no mês de julho do ano passado, assim, conforme o calendário, as pessoas que possuem direito vêm recebendo. Estamos no penúltimo pagamento do PIS de ano-base 2016, sendo o último pagamento previsto para ter início no dia 15 do mês de março e será para trabalhadores que nasceram nos meses de maio e junho.

É importante que todos os saques sejam realizados até o dia 29 do mês de junho, pois a partir desta data todo o valor que restar nos cofres públicos será transferido para o Fundo de Amparo ao Trabalhador e será usado para outros fins que estejam relacionados ao direito dos trabalhadores. Por isso, quem não sacar seu dinheiro até esta data vai perder e não adiantará reivindicá-lo após esse dia.

Muitos brasileiros aguardam com grande expectativa a liberação dos pagamentos do PIS, pois é um dinheiro extra que chega para ajudar de forma positiva as famílias. Infelizmente, desde o ano de 2016, em decorrência de uma forte crise que se instalou na economia brasileira, muitos trabalhadores vieram a perder seus empregos, sendo que a maioria deles ainda não conseguiu uma nova oportunidade no mercado de trabalho e esse dinheiro vai ajudar muito. Além disso, não só os brasileiros são beneficiados com o PIS, toda economia brasileira ganha, pois ocorre uma movimentação extra de dinheiro que acelera as coisas no mercado como um todo, movimentando a economia.

Quem trabalhou no setor público também tem direito ao abono, porém, por meio do Pasep, que é o programa voltado para trabalhadores do setor público, porém, as regras são as mesmas. A única diferença está no fato de que o calendário de pagamento não considera as datas de nascimento dos trabalhadores, mas sim o último número da matrícula no programa. Assim, quem se inclui na lista do Pasep e tem o último número sendo 6 ou 7 pode também realizar o seu saque.

Somente nesta etapa de pagamento dos benefícios serão injetados na economia brasileira um total de 2,60 bilhões de reais, que será pago para mais de 3,7 milhões de trabalhadores brasileiros.

Nesse sentido, se você já sabe que possui direito ao saque do abono salarial do PIS, não deixe para a última hora, quando as agências tendem a estar mais cheias e pode haver uma demora em decorrência das filas.

Mas o que mais importa é não deixar de realizar o saque até o dia 29 do mês de junho. Trabalhador, não perca o seu direito.

Ana Paula



Saque do PIS-Pasep para Idosos


Governo liberou o saque do PIS/Pasep para idosos. O calendário de pagamentos ainda será definido pela Caixa.

O Governo Federal anunciou na última quinta-feira (24) a liberação de R$ 15,9 bilhões em contas inativas do PIS/Pasep para cerca de 7,8 milhões de idosos que têm direito ao abono. Com a nova medida, terão direito ao saque, idosos com mais de 60 anos.

Antes o benefício só era possível para pessoas a partir de 70 anos ou por outras situações como, aposentadoria ou pensão por invalidez, entre outras.

A Caixa Econômica deverá anunciar o calendário de retirada dos rendimentos em breve, mas o sistema será o mesmo do FGTS.

A exemplo do que aconteceu com as contas inativas do FGTS que injetou uma média de R$ 44 bilhões na economia brasileira, o governo Temer espera alcançar o mesmo propósito inserindo quase R$ 15,9 bilhões para girar.

A medida provisória 797/17 autorizando sacar o saldo do FGTS permite mulheres a partir dos 62 anos e homens aos 65 anos. De acordo com o Ministério do Planejamento mais de 4 milhões de idosos, dos quase 8 milhões beneficiados com a medida, já completaram 70 anos, portanto poderiam ter feito o saque sem precisar de nenhuma medida governamental.

Com essa nova lei quem já tinha direito e não sacou seu saldo inativo vai ter que aguardar até a divulgação do novo calendário que será disponibilizado pelas agências da Caixa Econômica (PIS) e Banco do Brasil (PASEP), responsáveis pelos pagamentos. A data prevista vai de outubro deste ano até março de 2018, a depender do mês em que o idoso faz aniversário.

Como verificar o saldo

Para quem trabalhou na iniciativa privada, a partir de outubro poderá encaminhar-se à uma agência da Caixa Econômica para verificar seu saldo inativo. Quanto aos trabalhadores do serviço público devem consultar uma agência do Banco do Brasil.

Como sacar o rendimento

Exatamente como aconteceu com o saque das contas do FGTS, quem confirmar que tem direito ao saque poderá optar por receber direto em conta corrente ou conta poupança ou até mesmo direto na folha de pagamento.

Quem tem direito ao abono?

Todos os idosos maiores de 62 anos que estejam de acordo com os termos da nova medida imposta pelo Governo Federal, além de possuir fundos depositados até o ano de 1988. Os trabalhadores que passaram a contribuir após esse ano não terão direito ao saque.

Também é possível sacar o dinheiro pessoas com doenças graves, como câncer, HIV, por morte e invalidez. O Ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, ainda alerta que muitos herdeiros nem sabem que têm direito à receber o rendimento.

PIS/Pasep

O Fundo PIS/Pasep, segundo o Tesouro Nacional, é o resultado da unificação de fundos compostos por recursos do PIS e do Pasep, com o objetivo da integração do trabalhador no desenvolvimento da empresa, além de assegurar e estimular a poupança.

De acordo com informações do Tesouro Nacional e seguindo legislação em vigor a atualização das contas individuais seguem a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), que no momento estão em 7% ao ano.

Cálculo dos recursos nesse fundo

Até junho de 2016 o saldo médio por cada cotista era de R$ 1.187, além do mais, quase todos que têm direito ao beneficio vão resgatar pelo menos R$ 750.

FGTS

É uma espécie de poupança que o empregador é obrigado a fazer para o trabalhador referente a 8% de seu salário. Lembrando que esse valor não vem descontado da remuneração mensal. O FGTS foi criado no dia 13 de setembro de 1966 e ultimamente vem beneficiando cerca de 28 milhões de brasileiros.

Por Ruth Galvão



Prazo final para pagamento do PIS/PASEP é no dia 31 de agosto


Prazo foi prorrogado para que 1,2 milhões de pessoas ainda pudessem sacar

Pagamento do PIS-PASEP/2016 tem sua data prorrogada pelo governo federal.

O anuncio foi feito na terça-feira (1), que haverá prorrogação na data de encerramento do abono salarial dando oportunidades para que todos os beneficiários possam sacar, referente ao ano de 2014.

O prazo de encerramento foi dia 30/07, mas devido a aproximadamente 1,2 milhões de pessoas não terem feito o saque do PIS, ficou decidido, segundo o Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira que a data seria prorrogada.

Quem perdeu a data de saque do PIS/PASEP 2016 poderá fazê-lo entre os dias 28 de julho e 31 de agosto. O ministro não soube informar a quantidade de pessoas que sacaram dentro do prazo, mas garante que já passou dos 95%, de um total de 18,4 bilhões. Ainda de acordo com o Ministro essa foi a primeira vez que aconteceu a prorrogação para data de saque do PIS.

PIS/PASEP – Como sacar e quem tem direito?

De acordo com a CGU (Controladoria Geral da União) cerca de 15 milhões de trabalhadores brasileiros tem direito ao saque do abono. Ou seja, quem contribuiu com o PIS/PASEP até 1988 tem direito de realizar os saques de seus rendimentos anuais. Vale ressaltar que o trabalhador poderá fazer o saque total de suas contribuições, em caso de aposentadoria, maior de 70 anos ou doença grave. Em caso de óbito do beneficiário, cabe aos herdeiros o saque do PIS/PASEP.

Regras mais rígidas para pagamento do PIS/PASEP 2016

Para o ano de 2016 foram criadas regras mais rígidas para que o trabalhador possa sacar seus rendimentos. Elas começaram a vigorar a partir do inicio do ano de 2015 e uma das regras afeta diretamente o seguro-desemprego. Uma das mudanças no PIS determinam que o trabalhador receba de acordo com o tempo trabalhado. De acordo com as novas leis só recebe o abono salarial quem trabalhou 12 meses.

Lembrando que o PIS é pago aos trabalhadores de empresas privadas regidas pelo CLT. Já o PASEP é um beneficio do governo federal somente para policiais militares e servidores públicos. O saque é feito no na agencias do Banco do Brasil em datas previstas nos calendários anuais. Cerca de 23,6 milhões de trabalhadores brasileiros têm direito ao abono salarial do PIS/2015.

Por Ruth Galvão



PIS/Pasep – Saque do benefício disponível até 30 de junho


Uma notícia que pode interessar a muitos trabalhadores é que o abono salarial do PIS-Pasep está disponível para saque em todo o Brasil até o dia 30 de junho. Até o momento, muita gente ainda não foi sacar o saldo a que tem direito.

Terão direito ao benefício todos aqueles que em 2009 trabalharam com carteira assinada por pelo menos 30 dias e que já estão inscritos no PIS (Programa de Integração Social) ou no Pasep (Programa de Patrimônio do Servidor Público) há cinco anos.

Nessa categoria existem hoje no Brasil, cerca de 18,5 milhões de trabalhadores, segundo os dados do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE), perfazendo um total de R$ 9,642 bilhões que poderão movimentar a economia nos próximos dias. O benefício pode variar de um a no máximo dois salários mínimos.

O saque do PIS poderá ser realizado nas agências da Caixa Econômica Federal ou nas lotéricas de todo o Brasil (para aqueles que possuem o Cartão do Cidadão e senha) ou no Banco do Brasil (Pasep).

Por Alberto Vicente