Atualizações anteriores



Brasil possui mais de 16 milhões de empregos verdes


Uma das grandes tendências no mercado de trabalho atual são os chamados “empregos verdes” que são chamados assim porque realizam atividades que preservam o meio ambiente.

Com relação a este tipo de atividade laboral, o Ipea identificou que cerca de 37% dos brasileiros possuem este tipo de emprego que consiste em um percentual maior do que o estimado pela OIT.

Este montante representa aproximadamente 16,3 milhões de pessoas em um total de 335 profissões consideradas com potencial ecologicamente correto.

Por Ana Camila Neves Morais



Call to Innovation recebe inscrições


A FIAP (Faculdade de Informática e Administração Paulista) em parceria com a Singularity University abre o período de inscrições para o IV concurso cultural “Call to Innovation”.

Esta competição seleciona projetos empreendedores na área de tecnologia que ofereça solução para algum tipo de desafio presente no Brasil.

As inscrições podem ser feitas até o dia 06 de março de 2013 com um processo seletivo que contará, além da avaliação do projeto, com uma entrevista feita através do Skype para avaliar a fluência dos candidatos na Língua Inglesa.

O vencedor irá receber uma bolsa de estudos para fazer o curso Graduate Studies Program da Singularity University (SU) nas instalações da Nasa no estado norte-americano da Califórnia.

O curso terá início no dia 15 de junho de 2013 e se estenderá por mais 10 semanas nas quais o aluno terá o aprendizado bem como irá realizar o seu projeto.

Por Ana Camila Neves Morais



Sebrae PA realiza Feira do Empreendedor em Belém


Nesta quarta-feira, dia 12 de dezembro de 2012, teve início na cidade de Belém no estado do Pará a Feira do Empreendedor.

Está consiste na sétima edição do evento realizado pelo Sebrae Pará e terá atividades até o dia 15 de dezembro de 2012 no Hangar – centro de Feiras e Convenções da Amazônia.

Na Feira do Empreendedor vão estar presentes cerca de 200 chances para capacitação por meio de oficinas, encontros e seminários além de apresentações com tendências e oportunidades de negócios para os pequenos empresários do estado; além disso, serão oferecidas palestras interessantes sobre empreendedorismo e negócios.

O Sebrae PA tem a expectativa de receber cerca de 15 mil visitantes durante o período de realização da feira.

Por Ana Camila Neves Morais



IBGE divulga pesquisa com aumento das empresas ativas no Brasil


O IBGE (Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia) divulgou neste último mês de novembro dados do estudo “Estatísticas do Empreendedorismo 2010”.

Esta pesquisa foi realizada com base no Cempre (Cadastro Central de Empresas) e de dados dos setores de comércio, indústria, serviços e construção civil nos anos de 2009 e 2010.

Nesta análise, de forma geral, foi identificado que o percentual de empresas ativas no Brasil foi 6,1% maior em 2010 do que o registrado para o ano de 2009 representando um total de 4,5 milhões de empresas com 37,2 milhões de pessoas envolvidas em suas atividades.

Ao estratificar este dado geral é possível obter um aumento de 7,5% nas empresas com no mínimo um assalariado e de 8,3% em empresas tendo mais de 10 funcionários com um salário médio de R$1.400,00 sendo ofertado.

Deste total de empresas ativas em 2010, o maior destaque ficou com as EAC (Empresas de Alto Crescimento) que aumentaram o seu total de empregados em 20% nos últimos três anos considerados.

Ao analisar os motivos deste crescimento, Cristiano dos Santos gerente da pesquisa realizada pelo IBGE atribuiu este aumento importante ao incremento na demanda interna do mercado com uma diminuição das exportações e um maior volume de comércio no interior do país que estimulou a criação de mais empresas no Brasil.

Fonte: Agência do Brasil

Por Ana Camila Neves Morais



Empreendedorismo – Mulheres Superam Homens na Criação de Empresas


Desde que as mulheres conquistaram direitos antes pertencentes somente aos homens, essa fatia social tem conseguido estabelecer novos padrões para o mercado mundial. Especialistas admitem que o lado feminino da sociedade age com mais cautela ante à camada masculina e que o sucesso em qualquer área onde atuam é quase sempre certo.

Um levantamento concretizado no ano passado e revelado nesta semana pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) relata que das quase 20 milhões de pessoas que lideram algum empreendimento pelo Brasil, 53% são mulheres e o restante são homens. O portal de notícias G1 afirma que esta é a primeira vez que isso acontece no país.

Além desse fator crucial para a nova configuração do cenário brasileiro, o estudo, com base em pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), avalia que as mulheres também sobrepujaram os homens em relação ao empreendedorismo por oportunidade, ou seja, quando algum cidadão não abre uma empresa por necessidade, mas sim como ganha pão.

O levantamento recolheu dados de mais outros 54 países e constatou, pois, que o mesmo panorama visto no Brasil também aconteceu na Guatemala e em Tonga.

Para conferir mais informações aqui.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Brasi tem Aumento no pedido de Falências de Micro e Pequenas Empresas


O Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações indica que a vagarosa reabilitação do crédito levou a um aumento nos pedidos de falência no primeiro mês deste ano (132) em relação ao período igual de 2009 (124).

O dado curioso – e importante – é que dos 132 requerimentos de falência, 90 tem origem em micro e pequenas empresas. Isto revela, segundo o Portal de Economia do Estado, que para esse segmento a crise financeira mundial foi mais agravante e mesmo após seu término, há dificuldades de restabelecimento por cada companhia.

As grandes empresas, aliás, não sofreram muitos abalos, pois possuem recursos, aparentemente, para se recuperarem. Algumas reduziram o quadro de funcionários e mesmo assim mantiveram o mesmo nível produtivo.

Ainda de acordo com o Estadão, analistas acreditam que os entraves das empresas serão mais baixo do atual momento em diante, tanto que haverá melhoria na concessão de crédito para negócios e, consequentemente, um número menor de inadimplentes.

Leia a matéria na íntegra aqui.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Curso de Empreendedor Individual Sebrae MG


Desde que o governo lançou a nova modalidade de CNPJ, a do empreendedor individual, diversas pessoas em todo país estão finalmente saindo da informalidade.  E, com isso, esses empreendedores vêem a possibilidade de crescer e quem sabe até expandir seus négocios.

Tendo o CNPJ, estes trabalhadores podem emitir notas fiscais, o que é cobrado muito no mundo dos negócios, ficam em dia com a fiscalização e até têm maiores chances de conseguir crédito.

O Sebrae MG está oferecendo o curso de empreendedor individual à distância. As vantagens de se legalizar como Empreendedor Individual (EI), como é feito processo de legalização, os locais, os impostos a serem pagos, os benefícios de aposentadoria, do auxílio doença, tudo com foco no empreendedor individual.

A carga horária é de 3 horas. Você também terá a oportunidade de saber mais sobre a Lei Complementar 128 de 2008.

Para se inscrever e saber todas as informações acesse o site do sebrae: www.sebraemg.com.br.



Trabalhar em Casa exige muita disciplina e responsabilidade


Cada vez mais pessoas estão deixando de ser empregados e se tornando patrões de si mesmo. Isso por que o número de pessoas que abriram seu próprio negócio, trabalham por conta própria ou trabalham em casa está aumentando cada vez mais.

Obviamente, o trabalho em casa não traz tantos benefícios quanto o registrado, mas traz alguns confortos, porém são essas regalias que podem vir a atrapalhar essa forma de trabalho.

Não ter horário certo, por exemplo, é um conforto, porém se a pessoa não tiver disciplina isso acaba sendo um empecilho para o crescimento de seu negócio.

Ser seu próprio chefe também pode acarretar problemas, pois não existe certas cobranças, até mesmo quanto a prazos.

Sendo assim, é ótimo ter regalias, porém a pessoa tem que estar preparada para saber controlá-la ou será melhor trabalhar para alguma empresa que o faça.



Empreendedorismo: Dicas de como montar um negócio próprio e se dar bem


Abrir um negócio e trabalhar sem chefes é o sonho de muita gente. O empreendedorismo está em alta, a cada mês surgem novas empresas no Brasil, mas nem todas conseguem manter as portas abertas por muito tempo.

Para você que quer montar o seu negócio e se dar bem precisa, antes de tudo, saber planejar e gerenciar o seu negócio. Veja no vídeo abaixo, dicas de um especialista para abrir um negócio de sucesso.