Atualizações anteriores



Bradesco confirma Mudanças de Classe Social no Brasil


Algumas afirmações do governo brasileiro, tempos atrás, pareciam mera alucinações, especulações. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva asseverava a empresários durante reuniões internacionais para confiarem no Brasil como país capaz de gerir crescimento e lucros, algo constatado mais recentemente, conforme dados divulgados semanalmente pela imprensa. Devido aos números, o ex-sindicalista alcançou marco histórico ao conquistar prêmios de notoriedade mundial.

A população brasileira, nem sempre atenta a notícias, num contexto geral, tem adquirido bens antes impensáveis. Diversas pessoas ainda relutam em acreditar, porém, Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco, há de convergir com Lula. Segundo ele, cerca de 2 milhões de correntistas da instituição deixaram de pertencer às classes D e E para ingressarem, pois, na C – classe Média-Média – nos três últimos anos.

Para Trabuco, segundo reportagem exprimida pelo portal de notícias G1, a mobilidade da sociedade e o acesso mais amplo a serviços financeiros são os dois pontos que têm propiciado, inclusive, a evolução da instituição. Além dessas constatações, o presidente do Bradesco cita a localização de várias unidades do banco por todo o país.

Por Luiz Felipe T. Erdei