Salário Mínimo 2022 – Possíveis Valores

Saiba aqui quais são os possíveis valores para o Salário Mínimo em 2022.

De acordo com informações veiculadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) chegou à marca de 10,67% durante os dez primeiros meses de 2021. Os dados em questão foram veiculados ainda durante o mês de outubro e o índice em questão pode ser considerado o principal medidor da inflação.

Diante disso, o Ministério da Economia chegou a divulgar ao longo do ano que o Salário Mínimo de 2022 já tem um valor definido. Segundo as informações do órgão público, ele será reajustado para R$1,1 mil. Entretanto, existe a possibilidade de que estes valores sejam alterados graças ao nível de inflação do Brasil atualmente.

Vale ressaltar que ainda que o IPCA seja o principal medidor da inflação, o Governo Federal calcula os reajustes relativos ao salário mínimo e aos benefícios da previdência com base em outro indicador, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Através do INPC é possível perceber uma alta equivalente a 8,45%.

Portanto, caso o salário mínimo seja calculado com base nesse medidor, o seu reajuste deve ultrapassar o valor previsto anteriormente. Nesse sentido, especula-se que ele poderá chegar a R$ 1,92 mil. Porém, caso a taxa de inflação suba ainda mais, o salário mínimo deve acompanhar essa questão.

De acordo com informações veiculadas ainda na última segunda-feira (9), o Banco Central chegou a divulgar uma projeção relativa ao mercado financeiro em termos de inflação para o ano de 2021. O documento em questão, chamado de Boletim Focus, revelou que a inflação pode chegar ao final do ano em 9,33%. Portanto, partindo do número revelado pelo BCen, a expectativa é que o salário mínimo de 2022 seja fechado no valor de R$ 1,2 mil.

Leia também:  Custo de vida em São Paulo teve alta de 0,95% em julho

Apesar disso, é muito importante ressaltar que mesmo que o salário mínimo chegue ao valor destacado, isso está muito longe de ser um motivo para que os brasileiros comemorem. Isso acontece uma vez que o aumento que toma a inflação como base, conforme o disposto na Constituição Federal de 1988, tem como objetivo conservar o poder de compra dos consumidores. Logo, esse aumento de renda não chega a poder ser considerado realmente real, visto que trata-se apenas da renda das pessoas que recebem de acordo com o salário mínimo.

Outro aspecto que vale ser destacado a respeito dessa questão é que o Governo Federal não possui nenhum tipo de obrigatoriedade legal de conceder aos cidadãos um aumento de salário mínimo que seja superior à taxa de inflação. Assim, segundo o ponto de vista de alguns economistas experientes, existe a possibilidade alta de que esse movimento não seja feito pelo governo.

Segundo os especialistas em questão, caso o salário mínimo seja aumentado acima dos níveis de inflação, isso pode acabar desencadeando um desequilíbrio nos cofres públicos. Portanto, as contas vão ficar desbalanceadas e isso será prejudicial para a nação como um todo.

É válido lembrar que todas as informações destacadas são especulações e baseadas em possibilidades. A última informação oficial divulgada pelo Ministério da Economia foi a de que o salário mínimo de 2022 seria reajustado para o valor de R$ 1,1 mil. Portanto, novas informações devem ser divulgadas nos próximos meses, visto que o reajuste precisa ser concretizado em janeiro de 2022.

Vale lembrar que no início de 2021 o reajuste do salário mínimo foi de 5,26%. Isso representou um aumento de 55 reais em relação a 2020. Portanto, não é esperado que este ano o posicionamento do Governo Federal seja muito diferente do que vem sendo visto, que os reajustes da atual gestão estão todos girando em torno de valores mais ou menos próximos ao citado anteriormente. Maiores informações devem ser veiculadas em breve.

Leia também:  Governo Federal pode criar a Secretaria Nacional do Idoso

Amanda Guimarães Faria

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *