O que é Ethereum? – Como Investir

O Ethereum é a segunda criptomoeda mais utilizada. Funciona com uma organização autônoma, financiamento coletivo, contratos inteligentes e diversas aplicações descentralizadas e, então, para pagar os contratos inteligentes, ele financia a mineração.

O Ethereum é a segunda criptomoeda em importância no mundo das criptos e tem sua própria rede descentralizada. O foco do Ethereum não tem muito a ver com a valorização ou o crescimento da sua moeda, o Ether, mas sim com o desenvolvimento de sua blockchain. Foi criada por Vitalik Buterin e o co-fundador Gavin Wood em 2014.

Como funciona a plataforma Ethereum?

Assim como Blockchain do Bitcoin e outras moedas, o Ethereum funciona da mesma maneira, com uma organização autônoma, financiamento coletivo, contratos inteligentes e diversas aplicações descentralizadas e, então, para pagar os contratos inteligentes, o Ether financia a mineração, que é feita com POW (mecanismo de prova de trabalho), que nada mais é do que resolver a função Hash que está criptografada, no último bloco da Blockchain, sendo a recompensa em Ether. Claro que esta Blockchain tem seus problemas e a grande dificuldade do momento é a dificuldade em processar várias transações por segundo. A equipe está trabalhando na resolução, mas sem previsão.

Uma maneira muito popular de minerar Ether é participar de uma POOL de mineração, que consiste em muitas pessoas minerando e usando o poder de seus processadores em um mesmo bloco e, assim, dividir a recompensa. Exemplos de piscinas de mineração, são os sites AntPool e ViaBtc. Outra forma é participar de sites como Eobot e ganhar uma porcentagem utilizando uma POOL ”comunitária”.

O que faz o Ethereum ser a segunda maior plataforma Blockchain e moeda do mercado, consiste no fato dele pegar toda a tecnologia que está por trás do Bitcoin e a fez ficar melhor, no sentido de qualquer pessoa poder criar aplicativos descentralizados, ter seu próprio sistema de pagamentos, linguagem de codificação e seu próprio navegador. As aplicações criadas por desenvolvedores independentes podem ser novas ou, simplesmente, cópias melhoradas. Em resumo, o Ethereum é uma plataforma descentralizada de código aberto que permite qualquer pessoa com conhecimento específico criar uma cripto, como por exemplo, os tokens ERC20 que juntos, valem mais de 33 bilhões.

Leia também:  PIB do Brasil em 2010 pode ter aumento de 6,5%, diz Guido Mantega

Vale dizer que os princípios fundamentais da Blockchain Ethereum são eficiência, segurança, transparência e confiança, para quaisquer indústria, negócios e serviços. É uma plataforma segura, especialmente, na intervenção de terceiros, ou hackers. Nenhum aplicativo de sua plataforma é desativado, ficará sempre online.

Abaixo, exeplod de aplicativos da rede Ethereum.

1. Ethlance – Plataforma freelance para trocar trabalho por Ether;

2. Alice – o objetivo é o trabalho social;

3. Gnosis – permite aos usuários votar em qualquer coisa, desde o clima até os resultados eleitorais.

4. Uport – Fornece aos usuários um ID de autossoberania que permite que eles coletem verificações, efetuem login sem senhas, assinem transações digitalmente e interajam com aplicativos Ethereum.

5. Weifund – Uma plataforma aberta para campanhas de financiamento coletivo que implementa contratos inteligentes.

6. Etheria – Este se parece muito com Minecraft, mas ele existe inteiramente no Ethereum Blockchain.

7. EtherTweet – Este aplicativo pega sua funcionalidade do Twitter, fornecendo aos usuários uma plataforma de comunicação completamente sem censura.

8. Bitnation – A primeira nação virtual do mundo, uma jurisdição do Blockchain. Ela contém muitas das mesmas funções de uma nação tradicional, como seguro, educação, carteiras de identidade, programas de diplomacia, inclusive para embaixadores e refugiados e muitos outros.

9. Augur – Um mercado de previsão e adivinhação de código aberto que recompensa previsões corretas.

10. Provenance – O projeto visa criar uma estrutura aberta e acessível de informações para que os consumidores tomem decisões informadas sobre suas compras. Isso é feito através do rastreamento das origens e histórias dos produtos.

Exchanges para comprar e vender Ether

1. Binance – mundo todo

Leia também:  FGV registra Alta do IPC-C1 em Março de 2012

2. Coinbase – em 32 países

3. Bittrex – mundo todo

4. Kraken – mundo todo

5. Poloniex – mundo todo

6. Shapeshift – mundo todo

7. Coinmama – mundo todo

Segundo especialistas, a rede Ethereum pode revolucionar serviços, finanças e o modo como a internet funciona hoje em dia. Cabe a nós, ficarmos de olho nas maravilhosas criptomoedas, tanto Bitcoin, Ethereum e muitas outras. O futuro está diante de nossos olhos, ou melhor, de nossas telas. Vamos ficar de olho!

Por Viviane Pazzini Monteiro

Ethereum

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *