Como calcular o valor de uma diária de trabalho?



Calcular o valor de uma diária de trabalho pode não ser uma tarefa fácil para a maioria das pessoas, principalmente aos que desejam empreender no atual contexto de pandemia em que estamos inseridos ou para cobrar pelos famosos freelas. Há variáveis que precisam ser consideradas nesse cálculo e é o que vamos deixar bem explicadinho para você nosso leitor. Para ficar claro, começaremos pelo método do cálculo da hora trabalhada, que é basicamente o quanto você cobraria por cada hora de trabalho, até chegarmos no valor da diária.

Então vamos lá, primeiramente vamos definir a jornada total de trabalho como o tempo que você precisa se dedicar ou estar disponível para a execução do trabalho. Esse tempo é predeterminado por você ou pelo empregador, mas preste atenção no que a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) diz sobre o limite máximo de horas diárias de trabalho. Estabeleceremos o usual nos cálculos, que são: 8 horas diárias por 5 dias (de segunda a sexta), totalizando 44 horas semanais. Assim, pelo cálculo simples (44 x 5) totaliza-se 220 horas mensais.



À partir disso, podemos tomar por base os exemplos que seguem:

– Você pode calcular com base na sua meta salarial, por exemplo: Se o seu objetivo é estabelecer R$ 5.000,00 como ganho mensal, basta dividir esse valor pela jornada de trabalho total do mês (220 h). Sendo assim, 5000/220h = R$ 22,73/hora.



Entretanto, uma maneira mais efetiva de traçar seu objetivo de ganho mensal é considerar os custos fixos. Esses custos incluem suas despesas mensais, como: aluguel, água, luz, telefone, internet, transporte, alimentação, plano de saúde, entre outros. Para tal, considere a média desses valores dos últimos 6 meses e os utilize como parâmetro para o cálculo. Então vamos ao cálculo:

Leia também:  Dicas de Como o Profissional Liberal pode Pagar Menos Impostos

– Supondo que após você fazer a média dos seus gastos mensais, ou seja, o quanto você custa no mês; tenha encontrado um valor de R$ 2.000,00. Apenas faça a divisão desse valor pela jornada mensal (220 h) e pronto! Com base em seu custo mensal, o valor da sua hora de trabalho é R$ 9,10.

Mas preste bastante atenção! Trabalhar com base no custo fixo mensal significa não ter margem de lucro, ou seja, trabalhar apenas para pagar as contas! Não é o que você deseja, certo? Então vai aqui a dica de ouro, seguindo os exemplos anteriores, some o valor da hora trabalhada com base no custo fixo mensal (R$ 9,10) ao valor da hora trabalhada com base na meta salarial (R$ 22,73), dessa forma o valor da sua hora trabalhada é de R$ 31,83. Assim você cobrará por seu serviço cobrindo seus custos e garantindo seu lucro! Então, Legal. não é?

Pra fechar, lembra que falamos no início que a base do cálculo de horas começa considerando 8 horas diárias de trabalho? Então, uma vez que conseguimos calcular o valor da hora trabalhada, multiplique esse valor por 8 e obtenha o valor da sua diária de R$ 254,64. Mas você pode fazer de outra forma também, se você pegou um freela ou um contrato de trabalho com horas de dedicação pré-determinadas, apenas multiplique o valor da sua hora trabalhada pela quantidade de horas a serem dedicadas neste trabalho.

Percebeu que não é difícil calcular o valor da sua diária de trabalho, de maneira que cubra seus custos fixos mensais e ainda garanta seu lucro no valor cobrado pelos seus serviços prestados? Fique de olho nas suas despesas, sempre que achar necessário refaça os cálculos da sua hora trabalhada e compare esses valores com os demais profissionais. Seguindo as dicas acima, você mesmo faz isso de maneira rápida e sem complicações! Pronto para começar cobrar por seus serviços por um preço justo para você e seu cliente? Boa sorte!

Leia também:  Salário Mínimo Regional Rio Grande do Sul 2017

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *