Valor do Salário Mínimo 2016 – Novo Piso Salarial Nacional



  

Piso nacional subiu 11,6% e agora será de R$ 880.

Os reajustes do ano novo já começaram e o salário mínimo foi um dos primeiros a recebe-lo. Em 2015, o valor era de R$ 788,00 e agora passa para R$ 880,00. O piso do salário nacional subiu R$ 92,00 ao todo ou 11,6%, o que também implica no aumento dos benefícios que o usam como referência.

Alguns dos benefícios que subiram juntamente ao salário mínimo foram:

– Abono Salarial: Benefício dado a todos que recebem até 2 salários mínimos e exerceram função remunerada por no mínimo 30 dias. Para receber o trabalhador precisa estar cadastrado no PIS (privado) ou Pasesp (público) por pelo menos cinco anos.

– INSS: O recolhimento do INSS é outro que sofreu um aumento. Para os empresários que recolhem a tarifa de 8% sobre o salário mínimo o valor passou para R$ 70,40, R$ 7,36 a mais que no ano anterior. Já o valor recolhido para empregadas domésticas (de 11%) foi para R$ 96,80.

Leia também:  Consulta do Saldo do FGTS por meio de Aplicativo




Como as contribuições mudam, o dinheiro gasto pelo governo com a previdência social também sobe. Um estudo do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) informa que do total dos beneficiários, 69,2% recebe benefício tendo como base um salário mínimo. Portanto, o governo investirá R$ 26,9 bilhões na economia devido a esse aumento.

Muitos criticaram a decisão de subir o piso salarial em momento de crise e instabilidade econômica, porém, isso pode não ser de todo ruim. Quando o salário mínimo sobe, a capacidade de compra de muitos brasileiros sobe junto, fazendo com que possam participar mais ativamente da economia e injetem recursos na economia local.

Portanto, isso tende a ser um ponto positivo nesse ano turbulento de recessão para os brasileiros e para as empresas. Segundo o mesmo estudo do DIEESE, os brasileiros que recebem um salário mínimo podem comprar agora 2,14 cestas básicas, que é o maior valor registrado desde 1979.

Leia também:  Salário Mínimo 2018 - Novo Valor depende da aprovação de Temer

Por Gizele Gavazzi