Governo prevê redução de 2,44% no PIB



  

Caso seja confirmada a redução no PIB de 2,44%, será o pior resultado dos últimos 25 anos no Brasil.

O Ministério do Planejamento revisou oficialmente as previsões em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) de 2015 e a taxa de inflação. Segundo informou o ministério, através do relatório de receitas e despesas do orçamento relativo ao quarto bimestre de 2015, neste ano o Governo espera uma redução de 2,44% no PIB. Caso este número seja confirmado, será o pior resultado dos últimos 25 anos. Em 1990, o PIB brasileiro contraiu 4,35%.   

Anteriormente, a previsão divulgada pelo Governo era de uma queda de 1,8% no PIB em 2015. Isso mostra que as condições de produção no país não melhoraram, aumentando a contração do Produto Interno Bruto. Os novos números anunciados pelo governo acompanham as estativa do mercado.

Leia também:  Valor do Salário Mínimo 2019 - Previsão do Governo

Especialistas financeiros previam uma queda de 2,7% no PIB para este ano e 0,8% para 2016, segundo informou recentemente o Banco do Brasil.  

O país havia entrado em recessão técnica em agosto, após a queda chegar a 0,7% no PIB dos meses de janeiro a março e retração de 1,9% nos meses de abril, maio e junho. O Governo também já admitiu que arrecadará menos em 2015 e 2016, devido ao fraco desempenho da economia. Anunciado pelos Ministérios da Fazenda e do Planejamento, este valor é de R$ 5,5 bilhões a menos no ano que vem.   





Já a inflação também teve sua estimativa ajustada. Agora, o Governo admitiu que a inflação oficial deverá ultrapassar a barreira dos 9% para 2015. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 9% para 9,29%.   

Pelo sistema atual brasileiro, a meta central para 2015 e 2016 é de 4,5% na inflação. No entanto, existe uma tolerância, que pode oscilar entre 2,5% e 6,5%, sem que a meta seja formalmente descumprida. Sendo assim, a inflação deste ano deverá superar muito o teto do Governo, algo que não acontece desde 2003.  

Leia também:  Salário Mínimo Ideal - Valor em Agosto 2017

Segundo o relatório de orçamento do Governo, a previsão de inflação sugere certa persistência em 2015, o que reflete o realinhamento dos preços administrados e a desvalorização do real perante outras moedas.

Por William Nascimento

Queda no PIB