IPC-S se manteve estável na 1ª quadrissemana de agosto



  

Valor registrado foi de 0,53%, o mesmo que foi obtido na leitura anterior do IPC-S.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou que a inflação medida justamente pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) se manteve estável na primeira quadrissemana de agosto. O valor ficou em 0,53%, ou seja, o mesmo resultado que foi registrado na leitura anterior.

Para esse tipo de levantamento foram analisadas 8 classes de despesas:

  • Habitação apresentava 1,03% e passou para 0,91%, que teve essa marca decorrente ao comportamento desencadeado pelas despesas com os empregados domésticos que foram de 0,49% para o registro de 0,31%;
  • Alimentação registrava o valor de 0,79% e agora está na casa dos 0,75%, com destaque para as frutas que estavam com 0,56% e passaram para -0,62%;
  • Vestuário estava em -0,33% e agora passou para -0,38%, onde um destaque é para as roupas masculinas que estava em 0,61% e agora ficaram em 0,06%;
  • Comunicação apresentava 0,21% e passou para 0,14%, onde temos uma alteração na tarifa de telefone móvel que registrava 0,40% e mudou para 0,23%;
  • Despesas Diversas estavam na casa de 0,30% e agora está registrada em 0,24%, com destaque para os alimentos para animais domésticos que de 1,48% passou para 0,89%;
  • Grupo Educação, Leitura e Recreação apresentava a marca de -0,07% e agora já está na marca de exatamente 0,38%, onde teve um destaque para a passagem aérea que estava em -16,66% e agora ficou em 5,11%;
  • Transportes não tinha registrado nenhuma marca, ou seja, estava em 0,00% e atualmente esse valor ficou em 0,10%, com relevância para o automóvel novo que era -0,40%, mas passou para -0,14%;
  • E na parte de Saúde e Cuidados Pessoais o registro era de 0,56% e atualmente ficou em 0,57%, com uma observação de o item de plano e seguro de saúde mudou de 0,96% para 0,97%.
Leia também:  Saque do PIS-Pasep para Idosos

Como podemos notar as 5 primeiras com relação às taxas de variação tiveram um decréscimo, enquanto que as  três últimas obtiveram um acréscimo.





Outros itens com destaque foram:

  • Batata inglesa de 2,06% para -4,65%;
  • Etanol de -1,07% para -1,04%;
  • Banana prata de -2,15% para -3,49%;
  • Vestido e saia de -2,18% para -1,87%;
  • Cinto e bolsa de -2,56% para -2,51%;
  • Tarifa de eletricidade residencial de 3,62% para 3,48%;
  • Refeições em bares e restaurantes de 0,30% para 0,58%;
  • Plano e seguro de saúde de 0,96% para 0,97%;
  • Condomínio residencial de 1,52% para 0,96%;
  • Leite tipo longa vida de 3,28% para 3,14%.

Por Fernanda de Godoi

IPC-S



Leia também:  Valor do Salário Mínimo 2018