Gastos de brasileiros no exterior caem com alta do dólar



  

Valorização do dólar representou queda dos gastos dos brasileiros no exterior em fevereiro

Uma das consequências da sequência de valorização do dólar foi a queda em 22,9% dos gastos dos brasileiros no exterior em fevereiro de 2015. Essa informação foi divulgada oficialmente pelo Banco Central. Com isso, os gastos dos brasileiros no exterior somaram US$ 1,48 bilhão, que é o valor mensal mais baixo desde fevereiro de 2011, pois nessa ocasião os gastos somaram US$ 1,33 bilhão.

Vale ressaltar que mesmo com a valorização do dólar, o resultado para o mês de janeiro de 2015 foi positivo. Na ocasião os gastos dos brasileiros no exterior somaram US$ 2,2 bilhões, uma alta de 4,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

Além disso, o Banco Central também divulgou que o acumulado do ano quando o assunto são gastos de turistas brasileiros no exterior já chegou a US$ 3,68 bilhões. No primeiro bimestre de 2014 esse valor chegou a US$ 4,04 bilhões.

Leia também:  Reforma Trabalhista proposta pelo Governo

Um dos principais motivos da queda, quando comparado ao mesmo período em 2014, é a do dólar. Dessa forma, o preço de passagens aéreas internacionais fica mais caro. Além disso, o preço de diárias em hotéis, pousadas e afins também fica “salgado” para quem pretende trocar real por dólar. Além disso, a alta do dólar contribui para menos gastos com cartões de crédito e débito no exterior.





Muitos já sabem que o início de 2015 foi marcado por sucessivas altas da moeda norte-americana. Com isso, em fevereiro a mesma registrou uma alta de 6,19% e já neste mês de março conseguiu ultrapassar a casa de R$ 3,00. Apesar disso, a moeda estadunidense já registrou queda no início desta semana e era negociada em queda nesta terça-feira, 24 de março.

Leia também:  Saque do FGTS Inativo - Calendário de Pagamento Oficial

É importante destacar que o histórico de gastos dos brasileiros no exterior vem crescendo ao longo dos últimos anos. No ano passado, 2014, tal gasto registrou a quantia recorde para um ano fechado: US$ 25,6 bilhões. Em 2013 a quantia gasta foi de US$ 22,2 bilhões. 2012 apresentou gastos no valor de US$ 21,2 bilhões.

Por Bruno Henrique

Dólar e real

Foto: Divulgação