Taxa de juros para PF atingiu 52,6% ao ano



  

O ano iniciou com a taxa de juros em alta. Conforme as informações liberadas pelo Banco Central na quarta- feira, 25 de fevereiro, a taxa de juros média cobrada pelos bancos teve um aumento de 2,5 pontos percentuais para 52,6% ao ano. Esta taxa de juros que registrou alta é a referente às operações com recursos livres, desconsiderando o rural, BNDES e rural.

Desde 2011, não se via um patamar tão alto de juros bancários. Em fevereiro deste ano, foi modificada a forma do cálculo dos juros bancários continuando com o projeto de melhoramento das estatísticas.

O aumento dos juros segue o rumo da taxa básica da economia com o intuito de conter a inflação. Os juros têm registrado alta desde outubro de 2014, na época, era registrada uma taxa de juros 1,15%, no primeiro mês deste ano a taxa já tinha crescido para 12,25%. Para ter ideia da diferença, antes de ser aplicada a medida de aumento ininterrupto dos juros, em setembro de 2014 foi registrada que a taxa de juros ao ano para as pessoas físicas era de 49,2%, em janeiro deste ano o valor passou para 52,6%. Se compararmos o aumento da taxa de juros bancários com o aumento da Selic é perceptível que a taxa de juros aumentou quase três vezes mais que a alta da taxa básica de juros. 

Leia também:  Como Calcular o Valor do Seguro-Desemprego




Outro índice registrado que teve um aumento foi a taxa de juros média de crédito, ela subiu de 37,6% para 39,4% ao ano, este último valor foi constatado em janeiro de 2015.

A taxa de inadimplência de pessoas físicas em recursos livres e créditos bancários diminuiu de 5,5% no último mês do ano passado para 5,4% no início deste ano. Desde dezembro de 2013, não se via um patamar tão baixo. A respeito da taxa de inadimplência das operações de bancos com empresas, esta teve um aumento indo de 3,4% em dezembro para 3,5% em janeiro. Ao considerar a taxa total de inadimplência, a qual é formada pelas operações com empresas e pessoas físicas, esta subiu de 4,4% no 12° mês de 2014 para 4,5% no primeiro mês deste ano.

Leia também:  Valor do Salário Mínimo 2018

Por Melina Menezes

Juros PF