Influência da cotação do dólar nos preços dos alimentos



Especialistas em finanças declararam à Agência de notícias Efe os efeitos da alta do dólar sobre os alimentos, em especial, legumes, verduras e hortaliças. O aumento da moeda americana chegou ao patamar máximo no Brasil desde o ano de 2004.

A razão para o aumento no setor de alimentos se deve à importação de insumos que são usados para o cultivo desses produtos. O dólar, segundo comentou o vice-presidente de Produtos do banco de crédito corporativo Indusval & Partners (BI&P), André Mesquita à empresa de informação Efe, fechou na sexta-feira passada, dia 13/02/2015, em R$ 2,834. Já para os alimentos como o milho, a soja, o açúcar e o café, que por excelência são produzidos em grande parte destinados à exportação em dólares, compensaram a balança comercial brasileira. Essa transação se dá da seguinte forma: nas transações comerciais nacionais quando se exporta se recebe em dólares e quando se importa, por exemplo, insumos se paga em dólares. Nesse fluxo é importante que o país exporte mais que importe para que essa conta da balança comercial seja positiva ou superavitária.

Leia também:  Salário Mínimo 2018 - Valor


Segundo Mesquita se o custo de produção de determinados produtos aumenta geralmente essa elevação é transferida para os preços. O contrário acontece com as matérias-primas, mesmo que os custos aumentem o repasse para os preços será compensado na hora que o produtor for exportar, pois receberá em dólares.

Ainda segundo André mesquita, os insumos das Agroindústrias foram comprados antes do aumento da moeda americana, apesar desse aumento não ser totalmente transferido para a colheita. Esse dólar valorizado ajudará à agroindústria.

Espera-se para este ano de 2015 um superávit na balança comercial brasileira em torno de US$ 8 bilhões. O ano de 2014 o resultado de exportação menos importações fechou com um superávit  bem menor que ficou em US$ 3 bilhões. Esse foi o que afirmou o presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto Castro em entrevista à agência Efe. Essa agência é uma empresa de informações multimídia formada por uma rede mundial de jornalistas.

Leia também:  Consultar Nome no Serasa Experian pelo Computador


Por Alexandre de Sá

Pre?os dos alimentos