Cresce número de jovens fora do trabalho e da escola



  

Há um bom tempo os homens deixaram de ser considerados os únicos responsáveis pelo sustento e manutenção das famílias e, na atualidade, esta acomodação está chegando a uma situação extrema.

Isto ocorre porque, segundo pesquisa realizada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a quantidade de homens jovens que não trabalham nem estudam está cada dia maior no Brasil chegando, em 2010, a cerca de 1,107 milhões de pessoas.

E, ao contrário, as mulheres jovens estão cada vez mais realizando atividades de trabalho e estudo que, muitas vezes, são acumuladas.





Esta população que não realiza nem atividades laborais nem de estudo recebem apoio de suas família e residem em casas de baixa renda.

Leia também:  Reforma Trabalhista proposta pelo Governo

Por Ana Camila Neves Morais