Presidiárias em Vilhena fazem cursos profissionalizantes



  

O Presídio Feminino de Vilhena no estado de Rondônia está oferecendo uma rotina diferente para cerca de 15 presas que cumprem penas em regime semi-aberto.

A novidade fica por conta de cursos profissionalizantes de corte e costura que estão sendo oferecidos pelo SENAI no interior da instituição prisional.

As detentas que realizam as atividades são em sua maioria condenadas por envolvimento com o tráfico de drogas e, segundo o Senai em Vilhena, para o próximo ano serão oferecidos outros tipos de cursos para as presidiárias bem como curso de tapeceiro no presídio masculino presente no município.





Com isso, além de passar o tempo com atividades interessantes as mulheres capacitadas recebem uma possibilidade real de mudar de vida quando saírem da prisão em que se encontram.

Por Ana Camila Neves Morais