Empregos na Indústria – Queda em Janeiro de 2012



  

Como se já não bastasse a queda do desempenho industrial, demonstrada pelo PIB de 2011, a taxa de emprego no setor também caiu 0,3% no mês de janeiro, conforme informação do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em comparação a janeiro de 2011, a taxa recuou ainda mais: 0,5%, sendo a quarta negativa consecutiva.

Com relação a dezembro, pode-se notar que janeiro não foi realmente um período favorável para a indústria. O IBGE pesquisou 14 regiões, sendo que em 9 delas a produção diminuiu e em 8 a quantidade de trabalhadores caiu, chamando a atenção principalmente para São Paulo, com uma taxa de -3%.

No entanto, nesta última análise, alguns estados apresentaram taxas positivas, como o Paraná (4,6%), Minas Gerais (2,5%) e Pernambuco (4,2%).

Leia também:  Pagamento PIS 2018 - Nascidos em Agosto




Esta queda no número de trabalhadores na indústria pode ter sido acarretada por causa das horas pagas, que também apresentaram uma queda de 0,2% na comparação com dezembro. Isso com certeza desmotiva uma equipe e faz com que os funcionários queiram trocar de emprego ou de função.

Ainda assim, de acordo com o IBGE, o salário real dos trabalhadores do setor teve um avanço de 5,1%, sustentado pelo crescimento da indústria de transformação. Este resultado foi positivo, o que mostra que, aos poucos, o trabalhador vem sendo mais valorizado, dando importância maior às vantagens do setor industrial.

Por Anne A. Matioli Dias