Diferença salarial entre homens e mulheres – Projeto de Lei prevê multa para empresas



  

Mesmo em tempos “modernos“, infelizmente as mulheres ainda sofrem com a discriminação no mercado de trabalho.

Ainda que provem sua eficiência e se destaquem profissionalmente, infelizmente muitas estão sujeitas a situações de preconceito no ambiente de trabalho.

Se procurarmos bem, logo encontraremos histórias de pessoas próximas ou conhecemos  alguém que recebe salário inferior a dos homens que ocupam o mesmo cargo.

Agora as empresas devem ficar mais atentas e reajustar os salários que ainda têm essa disparidade, pois, caso contrário, estarão sujeitas a pagar multa.





Foi aprovado na última terça-feira (06-03) o Projeto de Lei 130/11, que prevê multa para as empresas que pagarem salários diferenciados para homens e mulheres que exercem a mesma função. A intenção é acabar com o preconceito de gênero nas empresas.

O valor da multa pode ser de até cinco vezes a diferença salarial.

Especialistas em direitos trabalhistas explicam que a aprovação do Projeto de Lei fará com que os empresários pratiquem salários mais justos sem discriminar as mulheres.

Aprovada em caráter terminativo no Senado e já aprovada pela Câmara, a Proposta de Lei segue para ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff.

Por Natali Alencar