Dieese – Salário mínimo necessário para suprir as necessidades das famílias brasileiras – Maio de 2011




“Levando em consideração o preceito constitucional que estabelece que o salário mínimo deve suprir as despesas de um trabalhador e sua família (…) em maio, o valor do mínimo foi calculado em R$ 2.293,31”. Assim podemos resumir uma das conclusões a que chegou recente estudo do DIEESE sobre quanto deveria ser o salário mínimo do brasileiro no mês de maio deste ano, levando em consideração o preço da cesta básica em São Paulo.

O valor informado representa aquilo que seria necessário para que cada trabalhador deste país suprisse suas necessidades mensais de saúde, alimentação, lazer, transportes, previdência, educação, vestuário e higiene.  Por outras palavras, o brasileiro deveria receber cerca de 4,21 vezes o valor do salário mínimo atual, que é de R$ 545,00.

Leia também:  Título de Eleitor Digital - Como Fazer

Esse valor, de acordo com a tabela de atualizações do próprio Departamento, não está muito distante do registrado em abril de 2011 (R$ 2.255,84) e em meses anteriores.

Por outras palavras, com tal estudo é possível ter a noção clara de que o salário atualmente em vigor no Brasil é simplesmente irrisório, tendo em conta as reais necessidades de uma família, entre as quais aquelas que o Estado oferece de maneira precária (educação, saúde  e condições de higiene, por exemplo).

Por Alberto Vicente


Fonte: Dieese

3 comentários em “Dieese – Salário mínimo necessário para suprir as necessidades das famílias brasileiras – Maio de 2011

  1. eclesio alves dos santos · Editar

    Na minha opiniao o salario minimo ainda e muito baixo; para suprir as necessidades basica de uma familia; moradia, educacao e alimentacao, saude e vestimenta . O governo precisa rever seus conceitos e ter conciencia ,qui o valor do salario e uma vergonha para um pai de familia; so passando por muita privacao. E para quem tem o ensino medio concursado publico receber omesmo minimo nao acho justo.

  2. Levando em consideração os dados fornecidos pelo dieese, fica subentendido que o salário mínimo atual é demasiado baixo para suprir as necessidades de uma família brasileira com base no preceito constitucional( e racional). O que devemos entender é que se todo esse processo de “administração do dinheiro público” é, na maioria das vezes, insatisfatório para a maioria dos cidadãos, o que podemos fazer nada mais é do que começar o processo de educação financeira de baixo para cima, e não o inverso como ocorre atualmente. Acredito que o primeiro passo para que se possa melhorar o sistema de administração financeira de um país é ensinar aos seus cidadãos, na escola, uma maneira inteligente de utilizar sabiamente o seu mísero salário mínimo. Sendo assim, o povo brasileiro poderá levar aos governantes de nosso país, os ensinamentos básicos necessários para a administração da receita bruta obtida através dos impostos (altíssimo por sinal), porque sozinhos eles não hão-de conseguir.

  3. O mundo sempre foi governado por pessoas com chicote, com terror, com opressão,com promessas e promessas, onde passaram pessoas de toda natureza, de todas as especies, de variados sentimentos e provas de vida com bagagem de mudar a historia embasado das grandes e pequenas dificuldades vividas. Seres humanos que chegaram ao poder vindo do nada. Entre todos os políticos dos políticos e políticos congressistas, nenhum ainda conseguiu relizar os sonhos dos pobres deste então, inclusive o dele que esqueceu quando chegou ao poder vindo de lá, de lá, de lá debaixo (pobreza), conte quantos? Bem, isso nunca vai mudar eles não tem interesse nenhum de fazer muita coisa pela gente, a não ser o necessário, da pão a quem tem fome. Quem alimenta todo esse poder é o nosso sofrimento, a cada dia sonhando na esperança de um dia melhor e que entre nós sai mais um pra completar a galaria dos Promessistas pra Cadeia Alimentar continuar funcionado. Quem não queria estar lá?…………..