FGV – ICC caiu para 2,4% entre abril e maio



  

O governo consegue, aos poucos, atingir o objetivo de diminuir a intenção de consumo dos brasileiros, tanto que o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) arrefeceu 2,4% entre os meses de abril e maio, de 118,2 pontos para 115,4 pontos.

A FGV assinala que essa situação ocorre pela terceira vez consecutiva, atingindo, assim, o menor patamar desde janeiro do ano passado, quando 112,6 pontos foram registrados. Tanto as expectativas aos próximos meses como ao momento atual despencaram.





O Índice de Expectativas (IE) baixou 2,4% entre abril e maio, passando de 106,3 pontos para 103,8 pontos, nível abaixo da média histórica e o mais tímido desde fevereiro de 2010. O Índice da Situação Atual (ISA), por sua vez, também recuou 2,4%, de 140,6 pontos para 137,2 pontos.

O medidor da fundação assinala diminuição no percentual das pessoas que julgam a situação econômica local como boa, de 29,2% para 25,8%. Proporcionalmente, opiniões dos consultados que a ponderam como ruim ascendeu de 21,2% para 21,8%.

Por Luiz Felipe T. Erdei