Serasa – Demanda das Empresas por Crédito apresentou queda em abril de 2011



  

A economia está em desaceleração. Ponto. Críticas contra o governo passaram a ser comuns, sobretudo em relação a uma possível alta da inflação. Outro ponto. Alexandre Tombini, presidente do Banco Central (BC), pede aos consumidores diminuição no ímpeto de compras. Mais um ponto.

Pois bem, enquanto entre um ponto e outro os itens são relacionados, a Serasa Experian aponta por meio do Indicador da Demanda das Empresas por Crédito que o número de companhias que buscou crédito recuou 5,1% em abril de 2011 perante o mês imediatamente anterior. No confronto anual outra baixa, de 5,3%.





Como previsto há semanas, a procura das empresas por crédito iniciou o segundo semestre de 2011 em baixa. Entre as principais causas destacam-se o ciclo de alta da taxa básica de juros da economia, a Selic, bem como a restrição mais elevada ao crédito e as estimativas de diminuição da expansão do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano – atualmente em 4,00% segundo projeções mais recentes do BC.

Leia também:  Salário Mínimo Regional Rio Grande do Sul 2017

O arrefecimento da demanda por crédito em abril foi sentido com mais afinco nas micro e pequenas empresas, cuja baixa chegou a 5,6% nas duas bases de comparação (mensal e anual). Entre as médias empresas a taxa de um mês para o outro chegou a 2,2%, e entre as grandes de 4,1%.

Por Luiz Felipe T. Erdei