FGV – IGP-10 e IPA – Queda em maio de 2011



  

Com base em preços colhidos entre os dias 11 de abril e 10 de maio, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou na segunda-feira (16 de maio) dados referentes ao Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10), que no período apresentou breve desaceleração em comparação ao estudo anterior. A taxa de antes, de 0,56%, passou para 0,55%.

A FGV avalia que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) arrefeceu para 0,26% no atual levantamento, contra taxa antecedente de 0,49%. O índice relativo a Bens Finais caiu de 0,86% do mês de abril para 0,23% em maio, pressionado pelo subgrupo alimentos processados, cuja variação caiu de 0,29% positivo para 0,74% negativo. Bens Finais, que desconsidera os subgrupos combustíveis e alimentos in natura, por sua vez, baixou de 0,23% para -0,08%.





Acréscimo foi constatado, por outro lado, na categoria Bens Intermediários, cuja taxa saiu de 0,49% do estudo precedente para 0,90% de agora. Das cinco subcategorias analisadas quatro registraram aceleração. O índice atinente a Bens Intermediários, sondados sem as subcategorias lubrificantes e combustíveis voltados à produção, avançou de 0,46% para 0,89%.

De acordo com a FGV, a taxa relacionada a Matérias-Primas Brutas recuou de 0,07% para -0,52%, com destaque para as baixas do algodão em caroço, da laranja e de bovinos.

Por Luiz Felipe T. Erdei