Carga Tributária dificulta compra de presentes para as mães




Presentear as mães em seu dia mais que especial (08 de maio), além dos outros 364, pode não sair tão barato assim. É sabido que o Brasil está entre os países com as mais altas cargas tributárias em todo o mundo, mas pesquisa desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) deixa essa constatação ainda mais evidente.

Um perfume importado de marca não revelada, obviamente por motivos éticos, tem custo estimado em R$ 260, porém poderia ser tranquilamente vendido ao consumidor final por um montante de R$ 56. Em suma, o percentual de impostos, neste caso, representa 78,43% do valor total do produto. Aos que pensam de isso ocorrer apenas na mercadoria estrangeira pode facilmente se enganar. Uma fragrância nacional tem valor apreciado em R$ 90, mas seu preço final poderia atingir estima de R$ 28 (69,13% de carga tributária).


Na visão de João Elói Olenike, presidente do instituto, neste caso, assim como em outros, os produtos apresentam alta tributação em função de dois pontos: o primeiro, não exatamente numa ordem de importância, refere-se aos diversos e necessários processos industriais; e o segundo, por ser considerado um item supérfluo.

Situações similares podem ser observadas no caso de anel e brincos, botas e bolsas de couro, assim como roupas em geral. Até serviços relacionados a alimentação contêm alta carga tributária. Ano a ano a arrecadação no país aumenta, tornando cada reajuste do salário mínimo cada vez mais insuficiente.

Por Luiz Felipe T. Erdei