Demanda das Empresas por Crédito – Alta em Março 2011



  

O cenário da economia brasileira continua bom para os consumidores, muito embora esteja aquém nos dias atuais em comparação ao panorama desenvolvido no ano passado, quando o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 7,5%. Desde dezembro de 2010, o governo tem trabalhado para frear o consumo dos brasileiros, algo que, por enquanto, não surtiu o efeito realmente desejado.

As empresas, também afetadas por algumas medidas, procuraram mais crédito em março deste ano em comparação ao mês imediatamente precedente. De acordo com o Indicador da Demanda das Empresas por Crédito, calculado pela Serasa Experian, a quantidade de companhias que buscou esse recurso avançou 1,4% no período.





A Serasa Experian indica, com esse índice, que no trimestre inicial de 2011 a demanda por crédito a partir das empresas ascendeu 1,6% em comparação ao período análogo de um ano antes. Mesmo assim, economistas da entidade apontam que esse foi o menor índice de crescimento dos cinco trimestres anteriores, ou seja, indicando que a procura por crédito deve ser mais baixa daqui por diante.

Leia também:  FGTS - Como saber o saldo de contas inativas

As taxas do indicador assinalam, nas entrelinhas, que as empresas parecem estar mais precavidas que os consumidores. Isso é positivo, pois uma vez que elas apresentam um comportamento mais responsável, inevitavelmente os consumidores sentirão isso e, por conseguinte, adotarão iniciativa semelhante.

Por Luiz Felipe T. Erdei