Serasa – Inadimplência do consumidor – Crescimento em janeiro de 2011



  

O poderio econômico do consumidor aumentou no decorrer de 2010, último ano de gestão do segundo mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As oportunidades de emprego também cresceram, assim como também avançou o consumo. O resultado final, que agregou outros fatores, foi expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 7,5% no período, índice insustentável para 2011 em diante, segundo alguns especialistas.

Os primeiros efeitos gerados pelas novas medidas adotadas pelo governo já podem ser sentidos, tanto que o Indicador Serasa Experian de Perspectiva de Inadimplência do Consumidor registrou crescimento de 2,1% em janeiro sobre dezembro de 2010, a sexta alta seguida, para 95,4 pontos.

Leia também:  Consultar Nome no Serasa Experian pelo Computador

De acordo com a Serasa, essa nova elevação ilustra que a inadimplência deve sofrer modificação, ainda neste semestre, em relação à tendência emplacada pelo indicador em 2009, período em que a inadimplência começou a registrar baixas em seus índices. Esse ano, por sinal e para efeito recordativo, marcou a “saída” do Brasil da crise financeira global.





Economistas da Serasa distinguem que as medidas de aperto do crédito adotadas pelo Banco Central (BC), bem como o atual ciclo de aumento da Selic, a taxa básica de juros da economia, devem causar maiores dificuldades no orçamento mensal dos lares brasileiros.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Serasa Experian



Leia também:  Consultar Nome no Serasa Experian pelo Computador