Índice de Emprego em Obras Infraestruturais sofre Queda em São Paulo



  

Um dos estados mais citados no quesito economia, oportunidades de empregos e correlatos, São Paulo apresentou números nada bons no segmento da construção civil, mesmo em meio a obras de adequação viária e outras voltadas ao metrô.

Dados do Departamento da Indústria da Construção (Deconcic), pertencente à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), abalizaram que o índice de emprego em obras infraestruturais pelo Brasil cresceu 9,35%, mas em São Paulo somente 1%. Levando-se em consideração apenas construções de grande porte, o estado apresentou recuo de 5,92% no ano passado.

A Fiesp ressalta que a grande diferença entre as demais unidades federativas e São Paulo ocorreu no setor de Obras de Infraestrutura, pois cerca de 6,2 mil postos de trabalho foram cortados nos ramos de ferrovias e rodovias no estado. Para José Carlos de Oliveira Lima, diretor-titular do Deconcic, isso aconteceu em função do término de obras e descontinuidade de novos planos de investimentos do governo local.

Leia também:  Salário Mínimo Ideal - Valor em Abril 2017




Em sua óptica, o Brasil, como um todo, deverá permanecer em crescimento, ao mesmo tempo em que São Paulo manterá arrefecimento de números.

Será este um sinal de que os investimentos em São Paulo estão focados ou se voltarão para outras áreas? É importante ressaltar que em menos de quatro anos o estado comportará uma das cidades-sede da Copa do Mundo e que possíveis entraves podem convergir, singularmente, com o pessimismo de especialistas sobre o evento em terras brasileiras.

Por Luiz Felipe T. Erdei