Inadimplência de Micro e Pequenas Empresas – Janeiro 2011



  

Antes da obtenção do tão sonhado lucro, as empresas devem pagar suas contas em dia para, assim, receberem produtos de que dependem, executar suas atividades com acesso à energia elétrica e água, entre outros. Um planejamento ruim pode fazer com que o negócio se esvaia.

Informações divulgadas pela Serasa Experian indicam que a pontualidade de pagamento das micro e pequenas empresas cedeu logo no início deste ano. De um mil pagamentos efetivados, 947 foram pagos à vista ou com, no máximo, sete dias de atraso, ou seja, índice de 94,7% – abaixo da taxa de dezembro, de 95,4%.

A Serasa aprecia que a pontualidade de pagamento diminuiu em todos os ramos da economia no mês passado, distribuída em 95,3% ao comércio, 94% ao segmento de serviços e 93,3% ao setor da indústria. A questão cambial e a consequente diminuição de competitividade dos produtos nacionais perante os estrangeiros é uma das constatações para a baixa se relacionada à indústria.

Leia também:  Pagamento do Lucro do FGTS




Os economistas da Serasa examinam que a diminuição no índice é comum em todo início de ano, pois as vendas realizadas em dezembro anterior causam desaceleração sazonal do patamar de atividade.

Mesmo com essa queda no confronto mensal, janeiro de 2011 se configurou como o melhor dos últimos seis anos na questão pontualidade de pagamentos a partir das micro e pequenas empresas.

Por Luiz Felipe T. Erdei