O Salário Mínimo, o Governo e os Trabalhadores



  

O Governo da Presidente Dilma Rousseff está apenas no início, porém, hoje trava uma batalha que pode dizer a população como será sua política pelos próximos 4 (quatro) anos a frente do Governo do Brasil em relação ao salário mínimo.

A própria Presidente entrou de “escudo e espada em punhos” para a aprovação do valor desejado pelo Governo (R$545,00), inclusive chantageando os partidos que forem contra sua proposta, ameaçando-os de ficarem de fora da composição dos cargos para o Governo.

Como podemos chamar isso de Democracia? Me parece aquele velho ditado: “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”.





O PT (partido que diz ter sua base em prol dos trabalhadores) é contra um aumento salarial maior, mas não consegue explicar (inclusive a Presidente Dilma Rousseff), porque não batalharam com este afinco quando a votação era para o aumento dos próprios Deputados, Senadores, Ministros, entre outros e a própria Presidente para mais de R$26.000.00?

Leia também:  Previsão do Salário Mínimo 2018 sofre Redução

Afinal de contas, o salário mínimo é tão responsável assim pelo aumento de custos do Governo? Ou será o bode expiatório para a explicação dos altos gastos que este Governo possui com propagandas e seus próprios salários, que digam de passagem, não recebem apenas R$545,00?

Lanço um desafio à nossa “Presidenta” Dilma Rousseff, viva por pelo menos 2 (dois) meses com o salário de R$545,00, aí depois responda à população se existe a mínima condição sobrevivência, ou teremos que nos transformar em mágicos?

Por Henrique Pereira