Material Escolar – Alta nos Preços em 2011




Donos de veículos automotores foram surpreendidos, antes do final de 2010, com notícias de que o valor venal de seus carros apresentariam recuo médio de 7,2%, barateando, deste modo, o IPVA. Quase simultaneamente, foi divulgado incremento de 7% sobre o Seguro Obrigatório (DPVAT).

Em meio a esse sobe e desce de índices, eis que os pais precisam se preparar, além dessas e outras cobranças, para a aquisição de materiais escolares para seus filhos. De acordo com Antonio Martins Nogueira, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório e Papelaria de São Paulo e Região (Simpa), o kit escolar mais básico sairá por, pelo menos, R$ 50.

Leia também:  Projeto permite saque do FGTS por trabalhador que pede demissão

Constituído por apontador, borracha, caderno, caneta, esquadro, estojo, entre outros, o kit tem valor médio entre R$ 47 e R$ 52, aproximadamente 8% acima do preço constatado no início de 2010. De acordo com matéria veiculada pelo portal R7, o índice de avanço dos materiais supera a inflação do ano passado calculada pelo Banco Central, de 5,91%.

As despesas podem ficar próximas ao levantamento se evitados produtos licenciados, ou seja, aqueles que contemplam personagens de desenhos animados. Se o caderno for de capa dura há também alta de preços, que pode abraçar índice de 300%.

Por Luiz Felipe T. Erdei