Vendas de Materiais de Construção – Crescimento em Novembro de 2010



  

O setor de materiais de construção, diferentemente do de veículos automotores e da linha branca (fogões, geladeiras e máquinas de lavar), permanecerá com os benefícios fiscais concedidos pelo governo para o Brasil superar a crise financeira mundial por meio do estímulo de consumo. A isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), aguardada para terminar neste mês, foi estendida para dezembro de 2011.

A venda de materiais de construção, segundo levantamento realizado pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), subiu 7,8% no mês passado em comparação a outubro. No confronto anual, indica a Band Online, o avanço foi de 8,5%.





O acumulado anual mostra-se positivo ao setor, tanto que entre janeiro e novembro fora constatada vendas 10,5% maiores e nos últimos 12 meses, acréscimo de 11%. A Anamaco prevê a continuidade da exoneração do IPI como primordial para as comercializações do próximo ano.

Por Luiz Felipe T. Erdei