MTE – Salário Médio de Admissão – Crescimento entre 2003 e 2010



  

O aumento da remuneração do trabalhador é um dos pontos altos do bom ambiente econômico brasileiro, mas não o único. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego assoalham que o salário médio de admissão (descontada a inflação) cresceu 29,51% entre 2003 e 2010, justamente durante os dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva.

Com base nas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), essa média geral, porém, ilustra dessemelhanças enraizadas há tempos entre homens e mulheres. Na primeira ala o incremento foi de 31,79%, no período, e na segunda, 25,84%.





O ministério abaliza que além dessa constatação, também ocorreu crescimento do rendimento médio dos trabalhadores com carteira assinada (formalizados) em 18,25% desde 2003 (descontada a inflação).

Matéria conduzida pelo portal de notícias G1 ressalta que nesse período de oito anos R$ 36,5 bilhões do abono salarial foram destinados diretamente a mais de 97 milhões de trabalhadores.

Por Luiz Felipe T. Erdei