FGV – IPC-S – Crescimento em Novembro de 2010



  

Informações divulgadas na quarta-feira (1º de dezembro) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) revelaram que a inflação calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) voltou a avançar no mês de novembro, abraçando, desse modo, o maior patamar desde fevereiro de 2010. Os principais motivadores da alta são as despesas de Transportes, Vestuário, Habitação e Alimentos.

Em outubro, segundo a agência de notícias Reuters, o indicador havia crescido 0,59%, mas na terceira leitura de novembro ascendeu para 0,85% e ao final do período, 1%. Analistas estimavam, porém, percentual de 0,93%.





As despesas do grupo Alimentação cresceram 2,27% em novembro, superior ao acréscimo de 1,38% de outubro e de 1,98% da terceira leitura de todo o mês. As carnes bovinas, que continuam a apresentar aumento, saltaram 10,71%, comboiadas por adoçantes e frutas.

Os preços praticados na Habitação avançaram para 0,43% no mês, contra 0,20% de outubro. Vestuários, por sua vez, atingiram 1,01%, ante 0,58% do período anterior. Os custos de Transportes cresceram para 0,69%, contra 0,45% de antes.

Por Luiz Felipe T. Erdei