Brasil – PIB e Inflação – Previsões da OCDE e Reuters



  

O crescimento da economia brasileira no primeiro trimestre do ano correspondeu às expectativas dos especialistas, ocasião confirmada por meio da alta de 2,7% no período em comparação aos últimos três meses de 2009. Os estímulos fiscais adotados pelo governo para superar a crise financeira global foram o principal percussor do avanço.

Já mais a frente, ou melhor, quase no final de 2010, os números prognosticados são para lá de positivos. O Banco Central avalia avanço do Produto Interno Bruto (PIB) em 7,6%, mas um relatório emitido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aponta para progresso de 7,5%. Para 2012, prevê crescimento no índice de 5%.





Em outro ponto diretamente atinente à economia, segundo a agência de notícias Reuters, a entidade sopesa que a inflação deverá superar a meta fixada de 4,5% pelos próximos anos devido à retomada da atividade da economia e o término dos efeitos da mais recente valorização da moeda brasileira.

Por Luiz Felipe T. Erdei