Salários – Situação Financeira – Brasileiros confiantes




Sobrevivência financeira e a consequente vivência como ser humano é um dos fatores mais almejados por toda e qualquer pessoa. Pouca remuneração, inclusive, incide em qualidade de vida mais baixa, como se é possível averiguar por meio de vários estudos de casos emitidos quase mensalmente por distintas entidades.

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) por meio do Índice de Expectativa das Famílias (IEF) revelou no inicio desta semana que a situação financeira está melhor na atualidade em relação à observada há um ano, de acordo com opinião emitida por 74% dum total de mais de 3,8 mil lares consultados.


Leia também:  Salário Mínimo 2019 - Novo Valor

Políticos de oposição até podem supor que os dados a seguir são altamente justificáveis, mas mesmo assim é importante salientar. O Norte e o Nordeste brasileiro abrangem o maior número de famílias que observam melhorias em suas situações financeiras (81,33% e 78,97%, respectivamente). O Centro-Oeste, Sul e Sudeste, por outro lado, aparecem em seguida, porém não muito distantes em termos percentuais (76,49%, 71,53% e 70,34%, também respectivamente).

Para ocasiões futuras o estudo do Ipea não é muito diferente. Aos próximos 12 meses, segundo o Estadão, mais de 77% dos entrevistados preveem melhores condições financeiras e outros 7,56%, agravamento.

Marcio Pochman, presidente do Ipea, avalia como fatores incidentes as duas parcelas do 13º salário ao final de 2010, as quais permitem o pagamento de dívidas e outros correlatos.

Leia também:  Pesquisa Salarial 2018 - Diferença pela Escolaridade pode chegar a 118%

Por Luiz Felipe T. Erdei