Secovi – SP indica queda na venda de imóveis na cidade de São Paulo



  

Adquirir imóvel novo ficou mais tranquilo aos brasileiros nos últimos meses devido a benefícios de até R$ 23 mil concedidos pelo programa do governo federal “Minha Casa, Minha Vida”. O setor tem celebrado os números, tanto que as construtoras começaram a buscar locais longe de grandes centros para abrir empreendimentos, principalmente os voltados às classes C, D e E.

A cidade de São Paulo apresenta inúmeros tipos de residências, porém, mesmo com grande número de ofertas, em maio houve arrefecimento de 46,3% na comercialização de imóveis na região metropolitana do Estado em comparação a abril. O Sindicato das Empresas de Compra, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP), por meio de estudos, revelou que o total de unidades vendidas relacionadas à totalidade de lares novos em oferta na região decresceu 10,5% na mesma base comparativa.

Leia também:  Financiamento Imobiliário - Juros dos Bancos




Os imóveis de dois ou três quartos foram aqueles que melhor se comportaram e puxaram as negociatas, com mais de 74% de participação perante as demais modalidades. Segundo reportagem veiculada pelo portal de notícias G1, no acumulado dos primeiros cinco meses deste ano os lançamentos contabilizados superaram mais de 23 mil unidades, montante inferior às vendas (de quase 28,7 mil).

Por Luiz Felipe T. Erdei