Aumento nas Vendas de Materiais de Construção em Maio 2010



  

A construção civil assinala, ultimamente, números promissores para o país e aos próprios cidadãos. No instante em que os setores da linha branca e automotivo anunciaram extinção da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), em março, o segmento estendeu o benefício até o final deste ano.

Atrelado a esse estímulo figuram o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o “Minha Casa, Minha Vida. Ambos continuam a aquecer o setor, tanto que a Associação Nacional dos Comerciantes de Materiais de Construção (Anamaco) divulgou em 14 de junho, segunda-feira, crescimento de 8% nas vendas no varejo em maio em comparação a abril de 2010 e 12% em confronto ao mês igual de 2009.

Leia também:  Salário Mínimo Regional Rio Grande do Sul 2017

Cláudio Conz, presidente da entidade, avalia que o desenvolvimento contínuo na comercialização de materiais de construção é uma tendência a ser mantida durante este ano, situação que lhe permitiu conferir a premissa de ampliar a expectativa de crescimento do setor dos 10% atuais para 11% futuros.





Caso as estimativas se confirmem, materiais de construção será uma camada que muito provavelmente contribuirá para o permanente crescimento de empregos e, sobretudo, melhorias na infraestrutura do país.

Fonte Estadão

Por Luiz Felipe T. Erdei