Inadimplência do consumir cresce 1,9% em maio



  

O melhor ambiente econômico brasileiro permitiu à população sonhar mais alto, tanto que nos últimos meses o otimismo e o melhor acesso ao crédito fizeram as compras dispararem em alguns setores. Somado a isso também se confere aos segmentos automotivo, linha branca (fogões, geladeiras e máquinas de lavar) e construção civil a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) até março passado.

Como já era aguardado por especialistas, a inadimplência do consumidor assinalou em maio elevação de 1,9% em relação ao mês igual do ano passado, a primeira alta no confronto anual desde outubro de 2009, conforme informações obtidas no indicador Serasa  Experian.





Reportagem do portal mercado UOL descreve que analistas estimam perspectivas otimistas para o crescimento econômico, permitindo avaliar que não existirá um aumento muito acima dos atuais níveis de inadimplência no próximo semestre.

Leia também:  Regras para o Pagamento do Cartão de Crédito

Em dados mensurados, as dívidas não cumpridas com financeiras e cartões de crédito ascenderam 8,1% no mês passado em comparação a abril, à frente de débitos com as instituições bancárias, que suplantaram o percentual de 2,5%.

Por Luiz Felipe T. Erdei