PIB deve chegar a 5,5%, prevê Ipea



  

O Brasil tem crescido tanto assim para lideranças políticas sugerirem alta em boa parte dos índices financeiros? Parece que sim. Desta vez, outro percentual positivo é o adjudicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Ao estudar a opinião de 45 associações, câmaras e federações atreladas à indústria, comércio, serviços e agropecuárias, a entidade alavancou o índice de 5,2% conferido em março em relação à expectativa da economia do país para 5,5% no mês passado.

Informações enunciadas pelo portal de notícias G1 revelam que a mediana das estimativas para a dilatação do Produto Interno Bruto (PIB) de 2011 a 2015 é de 4,5%. Somente neste ano, as previsões inflacionárias constatadas a partir do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) atingiram 5,2%.





O G1 ressalta, também, que os apontadores de comércio exterior levantados pelo Sensor Econômico constataram ampliação de US$ 5 bilhões nas importações e exportações.

Será que o país conseguirá manter a alta durante muito tempo em vários segmentos. O Fundo Monetário Internacional (FMI) teme um superaquecimento econômico do país e a formação de bolhas na economia. Outras entidades também seguem esse pensamento. Guido Mantega, ministro da Fazenda, e Henrique Meirelles, presidente do Banco Central, provavelmente estão antenados e deverão segurar um pouco o acelerador do Brasil.

Por Luiz Felipe T. Erdei