Consumidor está mais confiante na Economia do Brasil



  

A imprensa é conhecida entre os estudantes de Jornalismo e interessados nos meios de comunicação como 4º do poder do país, pois sua sagacidade em noticiar informações X ou Y pode gerar efeitos positivos, como, também, negativos. Há casos distorcidos divulgados pela imprensa, como foi o famoso “Escola Base”, talvez um dos temas mais abordados dentro da academia.

Em contrapartida, já na atualidade, notícias diárias dão conta de que a nação liderada por Luiz Inácio Lula da Silva é uma das mais saudáveis do planeta num contexto geral, devido ao bom ambiente econômico puxado pela melhor distribuição de renda ao trabalhador e maiores percentuais de investimentos em diversos setores.





De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) teve alta de 0,6% entre abril e maio, conquistando, agora, 116,1 pontos. Reportagem emitida pelo veículo Folha UOL relata que a satisfação dos consumidores brasileiros em relação à economia foi a que mais contribuiu para a ascensão do medidor.

O estudo indica que embora a expectativa por uma melhor situação familiar tenha sido conquistada, por outro lado as estimativas ante a situação econômica local, aos próximos meses, cresceram 3 pontos percentuais.

Por Luiz Felipe T. Erdei