Classe B será a mais participativa na economia em 2010, avalia estudo



  

A Classe C do Brasil tem feito Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do país, comemorar com grande intensidade os resultados obtidos, que convergem, pois, com suas propostas defendidas com unhas e dentes desde que ingressou na carreira política, embora almeje que as camadas D e E também consigam notoriedade.

Apesar disso, o estudo Índice de Potencial de Consumo (IPC) Target aponta que as famílias e cidades pertencentes à classe B serão aquelas que melhor representarão o consumo pelo país em 2010. Segundo reportagem do portal de notícias G1, o aumento do crédito, do emprego e da renda serão os responsáveis pela dilatação com despesas em viagens e aquisição de automóveis, eletrodomésticos, móveis e roupas.

O estudo mencionado, que contou com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), assinala o Produto Interno Bruto (PIB) estimado em 6,1% para 2010 como referência substancial à expectativa.





Fonte: G1

Por Luiz Felipe T. Erdei