Concorrência no varejo ajuda a evitar aumento da Taxa Selic



  

Claudio Felisioni, coordenador do Programa de Administração do Varejo (Provar), disse que a concorrência entre as redes varejistas do país deverá restringir os efeitos de uma provável ascensão da taxa básica de juros da economia, a Selic, sobre o consumo do segundo trimestre de 2010.

Segundo ele, a intenção de compra no varejo paulistano para os primeiros três meses deste ano conquistou o maior índice já registrado desde 1999. Portanto, acredita que ao longo de 2010 esses dados positivos continuarão a ser assinalados.





As vendas pela rede mundial de computadores também alcançaram estimativas positivas para os próximos meses. Segundo levantamento feito pela Provar em conjunto com a e-Bit, consultoria especializada no comércio eletrônico, quase 87% das pessoas entrevistadas (7,5 mil) pretendem adquirir novos produtos.

Por fim, a Provar indica que as categorias de automóveis e motos, eletroportáteis e materiais de construção foram os segmentos que mais apresentaram elevação. A tão comentada e procurada linha branca, por sua vez, mantém seu ritmo de busca por parte do consumidor.

Por Luiz Felipe T. Erdei