Número de inadimplentes poderá cair ainda mais em 2010



  

Os efeitos pós-crise financeira sob o Brasil parecem ter dado vazão a várias melhorias em diversos pontos de análise. Um deles é a queda da inadimplência, conforme atesta Roberto Alfeu Pena Gomes, presidente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) do Brasil.

Em reportagem transmitida pela Agência Estado, o executivo alegou que o baque no número de inadimplentes poderá chegar para além de 15%, percentual próximo ao verificado em 2008, quando alcançou o índice de 14,9%.





De acordo com Gomes, o resultado só é possível por causa da recuperação dos postos de trabalho e a renda potencial dos consumidores. Por incrível que pareça, segundo ele, as pessoas com renda salarial mais baixa contribuíram amplamente para a recuperação econômica.

O Produto Interno Bruto (PIB), para o executivo, poderá crescer 6,1% neste ano, provavelmente o terceiro maior do globo terrestre, atrás somente da China e da Índia.

Por Luiz Felipe T. Erdei