Brinquedos Argentinos não terão mais licença automática de importação no Brasil



  

Já escutastes aquela frase “com a Argentina, rivalidade até em jogo de bolas de gude”? Pois bem, o embate, que acontece de vez em quando nos gramados de futebol, se estendeu, definitivamente, ao campo econômico.

A Agência Estado divulgou que Welber Barral, secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, declarou que a nação brasileira aumentará a lista de itens que têm licença não automática para as importações de brinquedos dos hermanos. Com mais este componente, sobe para 40 o número de itens neste quesito.





Esta é uma rápida resposta do governo brasileiro para com o governo da Argentina, pois o país da presidente Cristina Kirchner passou a exigir de exportadores tupiniquins que brinquedos de nossas terras tenham certificação técnica emitida por lá. Isto tem impedido a venda de inúmeras mercadorias na nação hermana.

Mesmo assim, parece que técnicos dos dois países se encontrarão em São Paulo a fim de debaterem as restrições comerciais recentemente impostas.

Por Luiz Felipe T. Erdei