Estabilidade do Brasil pode ajudar na Diminuição das Desigualdades Sociais e na Distribuição de Empregos



  

Henrique Meirelles, presidente do Banco Central, mostra-se um político que age e pensa com muita destreza. Na tarde de 30 de novembro, afirmou que sempre observou a importância gerida pela estabilidade econômica ao Brasil, pois, a partir dela, as desigualdades sociais podem ser diminuídas e os empregos melhor distribuídos.

Para Meirelles, a base econômica estabilizada não fica estagnada e estigmatizada somente ao campo teórico, como, por exemplo, no atual momento brasileiro, em que as especulações e o que de real acontece movimentaram a economia interna, geraram novos empregos e tornaram o povo da nação e investidores estrangeiros mais otimistas.





Em reportagem observada na Agência Estado, uma economia estável, para o presidente do BC, possibilita que programas sociais passem a ser financiados por meio das arrecadações do governo brasileiro. Nesta idéia, as ações de investidores estrangeiros passam, também, a ter destino e foco na nação brasileira.

Leia também:  Como Pagar o INSS como Autônomo

Por Luiz Felipe T. Erdei