Crise de Dubai não deve afetar Brasil segundo Henrique Meirelles



  

O confiante presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, assegurou em seu discurso que os bancos brasileiros não estão expostos ao efeito Dubai World, conglomerado que em 25 de novembro solicitou uma suspensão por seis meses no pagamento de sua dívida estimada em US$ 60 bilhões.

Para Meirelles, as instituições do Brasil não possuem qualquer vínculo com esse grupo, pois no cenário brasileiro há regulação prudencial. Portanto, não teme o atual momento, porque, ressalta, a nação está preparada para enfrentar oscilações na economia mundial com base na superação obtida durante a crise financeira.





Meirelles garantiu que autoridades monetárias e regulatórias de outros países já emitiram sinais de que o acontecido em Dubai não deve suscitar grandes agitações no sistema de finanças dos países centrais. Mesmo assim, ainda para o Brasil, garante existir inúmeras medidas prontas para enfrentar qualquer crise.

Por Luiz Felipe T. Erdei