Crise Financeira Aumentou Dívidas de Brasileiros



  

Um levantamento feito pelo Banco Central ilustra que durante a crise financeira, num período estipulado entre agosto de 2008 e agosto deste ano, quase 3,6 milhões de brasileiros adquiriram dívidas superiores, no sistema financeiro, a R$ 5 mil. De acordo com a instituição, financiamentos no segmento imobiliários e os chamados créditos consignados foram as operações que mais apresentaram “desenvolvimento”.

O Sistema de Informações de Crédito norteia que, no fim de agosto de 2009, quase 21 milhões de pessoas mantinham empréstimos superiores ao valor já mencionado em instituições financeiras. Isto registra um aumento de quase 21% em relação ao denotado 12 meses antes.





Mesmo assim, avalia o governo, isso é saudável, pois mostra que houve cessão de privilégios às famílias brasileiras para que adquirissem bens e imóveis, além de propagarem seu consumo. O governo, novamente, acredita que isso propiciou, inclusive, ferramentas para a nação reagir bem e velozmente à crise financeira. Mas, e o povo? Endividado permanecerá, enquanto o Brasil “cresce”?

Leia também:  Calendário para Saque do FGTS Inativo

Por Luiz Felipe T. Erdei