Lula mostra sua força e critica o Sistema Financeiro Mundial



  

Uma das mais notórias personalidades dos últimos anos voltou a proferir críticas ao sistema financeiro mundial. Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil, afirmou que a falta de regulação e a especulação por uma parcela dos principais governos globais gerou o tão comentado colapso bancário.

Seu discurso, feito durante a Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Agricultura e a Alimentação (FAO), em Roma, Itália, cerceou, também, pedidos de maior atenção – por parte do líder brasileiro – em relação à temática de combate à fome. Segundo Lula, ao menos metade dos gastos do Estado para salvar bancos falidos poderia ser inclinado a melhorias alimentares.

Leia também:  Herdeiros podem sacar o FGTS Inativo de pessoas falecidas




A reforma de instituições internacionais, dentre elas o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial, foi outro apelo de Lula. De acordo com ele, medidas funcionais em situações emergenciais são importantes, mas soluções para longo prazo podem prevenir situações de calamidade.

Por Luiz Felipe T. Erdei